REDES SOCIAIS
BUSCA DE NOTÍCIAS
Carregando
NOTÍCIAS
Cuidado com os vícios e ambições de poder que sufocam Deus, alerta o Papa - 17/07/2017
Milhares de pessoas rezaram neste domingo o Ângelus com o Papa Francisco, o qual em sua breve reflexão falou sobre a parábola do Semeador e convidou a não deixar sufocar a presença de Deus pelos vícios do mundo e as ambições de poder e riqueza.

“Perguntemo-nos se o nosso coração está aberto para acolher com fé a semente da Palavra de Deus. Perguntemo-nos se em nós as pedras da preguiça são ainda numerosas e grandes. Devemos encontrar e chamar por nome as sarças dos vícios”, disse o Papa.

Sobre a figura do Semeador, disse que é Jesus que “propaga com paciência e generosidade a sua Palavra, que não é uma gaiola ou uma emboscada, mas uma semente que pode dar fruto. E como pode dar fruto? Se nós a acolhemos”, explicou.

Francisco afirmou que Jesus realiza uma “radiografia espiritual do nosso coração, que é o terreno sobre o qual cai a semente da Palavra”. “O nosso coração, como um terreno, pode ser bom e então a Palavra dá fruto, mas pode ser também duro, impermeável. Isso acontece quando ouvimos a Palavra, mas ela bate com força sobre nós, como numa estrada”.

“Entre o terreno bom e a estrada existem dois terrenos intermédios que, de várias medidas, podem, nós podemos ser”.

O Papa disse que o primeiro é o “pedregoso”: “é o coração superficial, que acolhe o Senhor, quer rezar, amar e testemunhar, mas não persevera, se cansa e nunca decola. É um coração sem consistência onde as pedras da preguiça prevalecem sobre a terra boa, onde o amor é inconstante e passageiro”.

O outro tipo é o “espinhoso”, “cheio de sarças que sufocam as plantas boas”. “O que essas sarças representam?”, perguntou-se. “A preocupação do mundo e a sedução da riqueza”.

“As sarças são os vícios que lutam com Deus, que sufocam a presença: sobretudo os ídolos da riqueza mundana, o viver com avidez, para si mesmo, para o ter e o poder”.

O Bispo de Roma assegurou, então, que “se cultivamos essas sarças, sufocamos o crescimento de Deus em nós. Cada um pode reconhecer as suas pequenas ou grandes sarças que não agradam a Deus e impedem de ter um coração limpo”.

“Jesus nos convida hoje a nos olharmos por dentro, a agradecermos pelo nosso terreno bom e a trabalharmos os terrenos que ainda não são bons”.

O Papa convidou os fiéis a encontrar “a coragem de recuperar o terreno, levando ao Senhor na confissão e na oração as nossas pedras e nossas sarças”.

Ao terminar, o Santo Padre recordou que hoje é celebrada Nossa Senhora do Carmo, “insuperável em acolher a Palavra de Deus e colocá-la em prática” e pediu que “nos ajude a purificar o coração e conservar nele a presença do Senhor”.

Outras Notícias
Hoje é celebrado São Lourenço de Brindisi, enérgico pregador capuchinho
Sexta-Feira, 21 de Julho de 2017
VER MAIS
Papa Francisco faz doação à FAO para ajudar países da África oriental
Sexta-Feira, 21 de Julho de 2017
VER MAIS
Dom Vilson Basso: “Nós sabemos que a juventude é o presente e o futuro de n
Sexta-Feira, 21 de Julho de 2017
VER MAIS
Projeto "O Papa com o Sudão do Sul" financia saúde, educação e agricultura
Sexta-Feira, 21 de Julho de 2017
VER MAIS
Hoje a Igreja recorda 16 carmelitas mártires decapitadas na Revolução Franc
Segunda-Feira, 17 de Julho de 2017
VER MAIS
A voz dos trabalhadores continua ressoando no seio da Igreja
Segunda-Feira, 17 de Julho de 2017
VER MAIS
“A voz dos trabalhadores continua ressoando no seio da Igreja.”
Segunda-Feira, 17 de Julho de 2017
VER MAIS
Dom Bruno Elizeu Versari, Concede entrevista coletiva
Sábado, 15 de Julho de 2017
VER MAIS
Dom Bruno Elizeu Versari, Concede entrevista coletiva
Sábado, 15 de Julho de 2017
VER MAIS
Hoje é a festa de São Camilo de Léllis, padroeiro dos enfermos e precursor
Sexta-Feira, 14 de Julho de 2017
VER MAIS
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 PRÓXIMO ARQUIVO DE NOTÍCIAS
DIREITOS RESERVADOS - DIOCESE DE CAMPO MOURÃO - 2012
DESENVOLVIDO POR: